Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima

marcolandLembram-se deste samba de Paulo Vanzolini? É uma das melhores definições de Resiliência, um antigo termo, oriundo do latim, ressuscitado nos últimos tempos, que significa a nossa capacidade (às vezes escondida) de superar e recuperar das adversidades, sejam elas quais forem.

A Resiliência já foi profundamente dissecada na psicologia, mas agora o mundo empresarial está se encantando com essa capacidade, descobrindo que ela é a base de um resultado muito apreciado no mundo dos negócios: o sucesso.

Exemplos de Resiliência? Steve Jobs, o Deus do mundo empresarial, o homem que foi expulso da empresa que criou para depois, triunfante, tornar a Apple a companhia mais valiosa do mundo. Ou Michael Jordan, o maior jogador de basquete de todos os tempos, mas também o mais combatido, derrubado e machucado nas quadras.

A Resiliência, que na natureza por ser comparada ao bambu – verga, mas não quebra e ainda tem raízes profundas – é utilizada na psicologia corporativa para caracterizar pessoas que têm a competência de retornar rapidamente ao seu equilíbrio emocional após sofrer grandes pressões ou estresses. Virou, inclusive, um dos pontos mais importantes nos processos de seleção.

Descobriu-se que a mudança, a única certeza que temos na vida, depois da morte e dos impostos, como se diz, tornou-se uma espécie de constante furacão no mundo dos negócios.  Esse mundo é marcado por outro termo da moda, disrupção. Redes sociais engolem os jornais (e o jornalismo), smartphones suplantam computadores pessoais, mensagens instantâneas gratuitas substituem os velhos telefones ou aviões substituem os antigos ônibus que nos levavam de cidades em cidades.

A lista é grande, e a única certeza é que essa turbulência vai ser tornar o eixo das nossas atividades profissionais. Daí a importância da Resiliência, já que o emprego de hoje não existirá amanhã (vamos nos tornar células de produção?), o chefe de hoje vai desaparecer (muitas empresas estão acabando totalmente com a hierarquia) e o salário de hoje se tornará o freelancer de amanhã. Como resistir a isto tudo? A resposta está na Resiliência.

bambooEm ambientes corporativos de transformações frenéticas, essa característica passa a ser imprescindível aos agentes de mudança, sponsors e líderes, que, primeiramente, precisam lidar com seus próprios receios e desafios pessoais para mudar comportamentos, atitudes e/ou atividades, para depois poder ajudar aos demais públicos impactados a passarem pela mudança organizacional sem traumas.

Estará em vantagem perante a vida o profissional que tiver maior índice de Resiliência, aquele que for capaz de passar pelos piores pesadelos sem se deixar abater e conseguir retornar ao seu estado de equilíbrio. Como nos versos de Vanzollini, “ali onde eu chorei qualquer um chorava, dar a volta por cima, que é bom, quero ver quem dava”.

*Marco Land, diretor de Novos Negócios da Dextera Consultoria e responsável pela Operação Changefirst® na América Latina, Planejamento Estratégico e novos negócios. 

Anúncios

One Response to Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima

  1. Pingback: Mudar é natural | Mudando de Ideia

Comente aqui a sua ideia

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: